logo BioWash_perfil.jpg

Produtos Veganos: Uma economia sem sofrimento animal


Segundo o Selo Vegano, fornecido pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) os produtos que podem ser considerados veganos são aqueles que não possuem nenhum tipo de ingrediente animal; são fabricados em uma empresa que não testa o produto finalizado em animais; e também cujos fornecedores não testam os ingredientes em animais.


Temos muito orgulho de a Biowash ser uma empresa que trabalha com produtos 100% veganos, ajudando a combater as atividades econômicas que promovem sofrimento animal.

 

O que é um produto Vegano?


Para esclarecer melhor o que é o veganismo e quão grande é sua importância para a sociedade, a Associação Brasileira de Veganismo destacou uma frase do grupo The Vegan Society, responsável por criar o termo “veganismo” em 1944 no Reino Unido: “Veganismo é uma filosofia e estilo de vida que busca excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade contra animais na alimentação, vestuário e qualquer outra finalidade e, por extensão, que promova o desenvolvimento e uso de alternativas livres de origem animal para benefício de humanos, animais e meio ambiente”.

 

Produtos de limpeza convencionais e o sofrimento animal


Assim como ocorre no desenvolvimento de medicamentos, vacinas e cosméticos, os animais também são utilizados como cobaias para testes de produtos de limpeza convencionais, que podem ser feitos de diversas maneiras. Porquinhos-da-índia, camundongos, coelhos e macacos são os animais mais utilizados pelos cientistas. Em alguns casos, até cães chegam a ser usados. Os bichos que participam das experiências são criados em viveiros chamados biotérios e geralmente são sacrificados após o estudo.

Para entendermos melhor os prejuízos que estes testes causam nos animais, contamos com a ajuda de Maria Eduarda Lemos, Gerente de Certificação da Sociedade Vegetariana Brasileira, instituição responsável pelo fornecimento do Selo Vegano. Segundo Eduarda, “a principal consequência é o sofrimento destes animais”, envolvendo “o desenvolvimento de doenças, a mutilação de órgãos e partes do corpo e, na maioria das vezes, levando-os à morte”.

“Esta categoria de produtos está sob legislações que requerem testes de toxicidade para que se possa garantir seu manuseio sem que provoque reações alérgicas em humanos”, conta Eduarda. “A maioria destes testes são realizados em animais como ratos e coelhos, de forma cruel. Além dos testes, outro grande problema associado ao sofrimento animal é a grande quantidade de insumos obtidos de animais de produção, os chamados subprodutos derivados de animais. Por este motivo, é tão importante a informação sobre produtos de limpeza naturais e veganos, que não provocaram nenhum tipo de exploração animal”.

Alguns exemplos de insumos de origem animal utilizados em produtos destinados à limpeza são a lanolina, obtida a partir da gordura da lã de carneiros, usada em sabonetes, shampoos e amaciantes de roupa; penas e pelos (como crina de cavalo), utilizados em espanadores e escovas; cera de abelha, podendo fazer parte da composição de produtos para lustrar madeira; dentre diversos outros.

 

Produto verdadeiramente Vegano x produto maquiado


Para entendermos a diferença entre um produto verdadeiramente vegano e aquele que apenas finge que não provoca sofrimento animal, Maria Eduarda explica que, atualmente, não há nenhuma regulamentação pública e formal quanto à definição de um produto vegano. Por esse motivo, essa denominação acaba ficando a critério da interpretação de cada empresa.


Neste sentido, o principal instrumento que auxilia o consumidor a ter convicção quanto à veracidade das informações associadas ao produto que se declara Vegano são as certificações de terceira parte – ou seja, certificações fornecidas por empresas e instituições especializadas na questão do veganismo, que vão avaliar o produto, auditar a empresa e decidir se aquele produto realmente pode ser considerado Vegano. Este é o caso do Selo Vegano, fornecido pela Sociedade Vegetariana Brasileira.


“Sugerimos que os consumidores optem por produtos que sejam certificados com o Selo Vegano, pois terão a garantia de que o produto, os ingredientes da composição e o processo de fabricação foram rigorosamente avaliados”, comprovando que “não possuem nenhum ingrediente de origem animal e que o produto final e os ingredientes não foram testados em animais”, conclui Eduarda.

A Biowash preocupa-se em certificar seus produtos com o Selo Vegano pois acredita que combater o sofrimento animal é parte essencial da busca por uma sociedade sustentável e um meio ambiente verdadeiramente protegido e equilibrado.


Agradecemos aos nossos clientes por se juntarem a nós na utilização de produtos de limpeza que recuperam o meio ambiente, protegem a saúde da família e combatem o sofrimento animal.


Muito obrigado!


112 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo